Porque é que adoro viajar

porque-adoro-viajar
Sou daquelas pessoas que, se pudesse, passava a vida a viajar. 

Não porque que não goste de ter um porto de abrigo a que possa chamar de casa (gosto e muito!) mas porque existe uma parte de mim que procura constantemente respirar coisas novas e diferentes. E viajar é uma das melhores formas de o conseguir. Faz-me sair da redoma, da mesmice e amplia a minha noção de realidade. E acho que já perceberam como gosto de estar sempre a desafiar-me e a sair da "zona de conforto" ;)

Apesar de não viajar tanto quanto gostaria, sempre que posso, faço-o e procuro aproveitar ao máximo cada experiência.

E para mim viajar não é necessariamente ir visitar todos os pontos turísticos, andar no autocarro do City Sightseeing ou comer nos restaurantes recomendados pelo Trip Advisor. 

Para mim viajar é planear algumas coisas e deixar espaço para que outras possam acontecer. É ter tempo de caminhar pelas ruas sem destino e aperceber-me da diversidade humana, de deliciar-me com pequenos detalhes culturais e poder sentir-me, nem que seja por breves momentos, uma local.

Existe tanta beleza nos sítios mais improváveis que se estivermos demasiado obcecados em obedecer a um script previamente estabelecido pelo Travel Book, provavelmente ela irá escapar-nos.

Já conheci alguns países da Europa (o último que visitei foi a Grécia) e já caminhei pelas avenidas de Manhattan, Nova Iorque. Na bucket travel list quero continuar a saga por terras europeias (por mim, conhecia a Europa inteira!!) e experimentar outros destinos (Marrocos, Índia, Tailândia e São Tomé e Príncipe estão entre os mais desejados!)

E a ti? O que te move a viajar? De que forma gostas de o fazer? Aconselhas algum destino em especial? E qual aquele que está na tua bucket list? Conta-me, quero saber 😃


Photo by Steven Lewis on Unsplash

Comentários

  1. Já tive oportunidade de poder viajar para diferentes países. Adorei a forma como explicaste a minha melhor forma de viajar: "Para mim viajar é planear algumas coisas e deixar espaço para que outras possam acontecer. É ter tempo de caminhar pelas ruas sem destino e aperceber-me da diversidade humana, de deliciar-me com pequenos detalhes culturais e poder sentir-me, nem que seja por breves momentos, uma local." Passear pelas ruas desconhecidas é das melhores memórias. Grata pelas tuas palavras!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata eu por este comentário delicioso, que ainda me dá mais vontade de escrever e partilhar as minhas experiências! Beijinhos enormes!

      Eliminar

Enviar um comentário