Mensagens

O lado perverso da felicidade digital

Casas minimalistas, alimentação vegan, prática de yoga e meditação, relacionamentos exemplares, auto-estima inquebrável. São estes alguns dos exemplos que fazem parte do estilo de vida das bloggers que falam sobre temáticas como a felicidade, desenvolvimento pessoal, coaching ou minimalismo.


Tudo o que escrevem e partilham sobre a sua vida é inspirador. Porque é esse o propósito que as move. Inspirar outras pessoas. ´
Mas toda esta aparente perfeição da felicidade digital, embora bem intencionada, traz consigo um lado perverso. 
Eu, enquanto blogger, há dias em que o vivencio.

Para quem escreve, existe um sentimento de quase obrigatoriedade em criar uma personagem, que seja sempre otimista e inspiradora. Mesmo que inconscientemente, esta pressão é criada. Para quem lê, existe a eterna frustração de não conseguir ser sempre iluminada como a (personagem) que gosta de acompanhar.
Ambas, blogger e leitora, tentam alcançar algo que não existe. E, por isso, é importante trazer mais realidade à f…

6 coisas que as pessoas felizes fazem (por Joie de Vivre by Ana)

Aceitas que eu mudei?

Hoje encerra-se um ciclo na minha vida

Somos uma geração confusa: o que ser e fazer?

Transição capilar - Os meus cabelos sofreram bullying!

Como é que eu me tornei na minha prioridade

Os meus 3 restaurantes vegetarianos favoritos em Lisboa

6 dicas para aplicar o mindfullness no dia-a-dia

Será que estou mesmo a caminhar para uma vida mais feliz?

Obrigada por estes dois anos!

6 mudanças que alteraram a minha vida em 2017

Queres oferecer um novo presente neste natal?

Resoluções de novo ano: estás a aproveitar o caminho?