O dia em que comecei a viver no presente

Estou a ter dos maiores ensinamentos da minha vida. Um ensinamento que eu não esperava mas que está a revolucioná-la.

Em Dezembro escrevi o post "As coisas acontecem quando têm de acontecer" e falei-te sobre como consegui concretizar um objetivo que há muito esperava. Esperava por ele há anos. Esse objetivo era mudar de emprego e atingir um certo lugar na minha área que desde que comecei a estudar ambicionava.

Pois é, em Janeiro deste ano esse objetivo foi concretizado. Consegui mudar de emprego, para aquilo que eu queria. E foi então que aconteceu uma coisa, não inesperada, mas que nunca tinha meditado sobre ela.

O dia em que comecei a viver no presente

Cheguei a esse objetivo tão ambicionado que, de alguma forma, sempre dominou a minha vida e, ao chegar, percebi que não tinha mais objetivo para alcançar. E agora?

Esta nova realidade colocou-me automaticamente em pânico.

Ironicamente, ao mesmo tempo, fechei o último ciclo que me ligava ao passado, de uma história que andava em aberto há anos.

Sem passado, nem futuro na minha cabeça, pela primeira vez, estou a viver o presente.

Não foi automática a perceção de que viver o presente é o maior "presente" que já tive.

Como disse, a primeira reação foi a de pânico. Tive vontade de desistir do emprego, achei que se passava algo de muito errado comigo, porque deixei de ver nele aquilo que sempre ambicionara. Em certa medida, deixou de fazer sentido. Achei que devia isolar-me e contemplar o presente, para encontrar um novo sentido para a vida.

Mas a verdade, é que nunca aprendi ou soube como viver sem objetivos, fosse desejar algo do futuro ou resolver coisas do passado.

Sem essas muletas, o único espaço possível para estar é o agora, e isso leva-me obrigatoriamente a olhar para mim, para dentro de mim.

E é esse o novo sentido da vida.

Deixei de resistir, e recomecei a meditar. Encontrei um coach emocional. E comecei a ler livros do Osho.

A vida lá fora continua a acontecer e eu continuo a fazer parte dela, mas de uma nova forma. De uma forma presente. 

Continuo a trabalhar muitas horas, lido com stress, o mau feitio das pessoas e tenho obrigações para pagar. Mas estar presente e consciente no meio disso tudo é que é o grande ensinamento.

Não faço ideia do que será o amanhã nem tenho ligação com o passado. Para ser sincera, pela primeira vez, isso não me importa minimamente. E as coisas, por si só, ganham outro sabor. A comida é mais deliciosa, a música mais melodiosa, as conversas mais profundas, a conexão comigo e com o mundo melhora a olhos vistos.

Se te identificas com o que contei, então desapega-te do passado e do futuro. O passado já foi e o futuro não sabes se será. Procura estar mais aqui, no agora, que é tudo o que importa.

Não é um processo fácil, eu demorei 30 anos a percebê-lo, e à força, tive de chegar a um sítio externo que tanto ambicionava para perceber que é no interior e no agora que tudo acontece.

Mas se estiveres predisposta, a vida presentear-te-á com aquilo que tem de mais maravilhoso e que no fundo é o que ela é: o momento presente.


Imagem: Unsplash
------------
Segue também no Bloglovin e Facebook

Comentários

  1. estou a precisar de dar esse passo...viver o presente e deixar o passado para trás...


    faltam é as forças para deixar para trás...o que ainda é vida!

    força...continua!


    -___-

    ResponderEliminar
  2. Que bom é ler estas palavras! É muito difícil estarmos atentas e viver somente o presente, mas é admirável saber que há pessoas como tu que o conseguem e estão dispostas a fazê-lo.

    Desejo-te muita força para continuares a viver o presente de forma harmoniosa, sem que o passado te incomode, nem o futuro te preocupe ;)

    Beijinho e bom domingo

    ResponderEliminar
  3. Viver em Atenção Plena, no presente, é a forma mais feliz de viver.
    Fico contente em já conseguires apreciar a vida assim.
    Eu iniciei o meu caminho mais a sério no último terço do ano passado, ao fazer o curso de 8 semanas de Mindfulness e trabalho todos os dias para atingir essa forma de viver. A meditação é fundamental, mas todos os outros mecanismos da atenção plena nos levam a esse caminho.
    Beijinhos e boa semana :)

    ResponderEliminar
  4. Eu ando aprender isso, viver no presente :) Não é fácil, não :)
    Mas o que acabei de ler Sofia, foi mais um "abanão" :) Estamos sempre presos a alguma coisa e esquecemos nos de viver, viver o presente, "saborear" todas as coisas que a vida nos dá agora, no momento presente :)
    Vou continuar e vou conseguir :)
    Boa caminhada para ti :) Beijinhos grandes :)

    ResponderEliminar
  5. Olá minha querida.
    Que bonitas as tuas palavras.
    É no presente que está a nossa vida e é nele que nos devemos focar.
    Desde que optei por fazê- lo tudo é mais intenso e feliz para mim.
    Beijinho enorme ♥

    ResponderEliminar

Enviar um comentário