Fui reler os meus diários


No outro dia dei por mim a reler os meus diários. E não, não me refiro aos diários de adolescente, falo daqueles que escrevi há 1, 2 anos. Sim, sempre tive o hábito (ou necessidade) de escrever sobre o que se ia passando comigo, não tanto sobre o que fazia mas mais sobre o que sentia. Foi uma forma eficaz que encontrei para expor o que ia dentro de mim com mais coerência e organização, do que simplesmente estar a pensar de forma cíclica sobre as coisas.


Pois bem, estava a reler um desses diários recentes e percebi a importância que todo este trabalho em busca de uma vida mais feliz, está a fazer por mim.


Há pouco mais de dois anos atrás era uma pessoa muito mais confusa, insatisfeita e com oscilações de humor. Vivia constantemente entre os opostos de êxtase e tristeza. No mesmo dia podia a acordar mega feliz e passado umas horas estar no lodo. Era muito cansativo viver dessa maneira e raramente vivia um momento de paz.


Reler o meu diário, os meus sentimentos, relembraram-me o quanto sou tão mais feliz hoje e como tenho hoje um nível de auto conhecimento e auto consciência tão mais elevado.

 
É óbvio que sinto estas mudanças, mas comparar o hoje com o passado, lendo as minhas próprias palavras, tem outro impacto. É que temos tendência a não nos lembrarmos com clareza destas mudanças porque são subtis e vão acontecendo de forma gradual na nossa vida.


O que queria partilhar com vocês é que percebi que vale mesmo a pena lutar para sermos cada dia a melhor versão de nós mesmas. Vale a pena olhar para dentro, somar o que faz sentido, largar o que já não nos faz falta, procurar novas formas de ser mais felizes e aproveitarmos cada instante desta vida. Cada passo conta, por mais pequeno que seja. Mesmo que achem que não. 
Às vezes também questiono se vale a pena e depois tenho estes momentos tipo insight que me fazem ver que sim.


Deixei de escrever um diário mas é uma prática a recuperar, sem dúvida!


E vocês, têm o hábito de escrever num diário?


Photo via Unsplash

Comentários

  1. Olá querida Sofia!

    Assim como tu também tenho o hábito de escrever todos os dias um bocadinho, normalmente agradeço pelas coisas do meu dia e falo sobre os sentimentos que essas coisas me fizeram trabalhar. Acho um trabalho maravilhoso para o nosso desenvolvimento emocional.
    Com o tempo vamos mudando e se escrevermos no nosso diário essas mudanças vão ficar registadas.
    Beijinho enorme e continua assim, a caminhar na direcção que traçaste, que te vai sempre levar a ser ainda mais feliz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Catarina!
      Também tens o hábito de escrever todos os dias? Sabe muito bem, não é? Parece que limpa a alma e nos ajuda a crescer :)
      Obrigada e boa sorte também no teu caminho ;)

      Eliminar
  2. Um diário já não escrevo, só mesmo o blogue. Mas o empenho em ser a cada dia mais feliz e uma pessoa melhor está cá, a todo o momento. :) Beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Carla,
      O mais importante, então, está em ti!
      Beijinho enorme

      Eliminar
  3. Olá Sofia,
    Já não escrevo há uns anitos no diário :)
    Por vezes, mas um hábito que quero alterar para diariamente, escrevo num caderninho os agradecimentos do dia... Quando o faço, sinto que faz bem ao meu "ego" por isso quero torna-lo diário. É bom recordar e vermos como vamos "crescendo"/mudando a nós mesmo para melhor ;)
    Continua assim :)
    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sandra, tudo bem?
      E que tal fazeres um mix de diário / caderninho de agradecimentos? Ando há tempos para fazer aqui um caderno que misture várias coisas, para além dessas, ter também listas de tarefas, bucket list, etc. mas ainda não me dispus mesmo a fazê-lo.
      Mas acho que seria uma excelente ideia ter tudo no mesmo sítio, não achas?
      Beijinhos!

      Eliminar

Enviar um comentário