Quando deixamos espaço para a vida acontecer


Quando damos por nós, estamos a pensar em coisas que nunca pensámos antes, a equacionar outras possibilidades, a gostar de coisas novas, a querer experimentar experiências diferentes. 

E eu acho toda essa mutabilidade que acontece na vida e em nós mesmos algo de maravilhoso. 

Já viram a monotonia que seria se hoje já soubéssemos tudo o que iria acontecer dentro e fora de nós? Se tudo fosse previsível, não haveria espaço para as coincidências, surpresas, reviravoltas e planos B. Não existiriam as borboletas na barriga, as lágrimas de alegria ou a adrenalina da novidade.

Sei que muitas vezes damos por nós a pensar que gostaríamos que a vida fosse mais previsível mas... será que realmente gostaríamos? 

No meu caso, admito, às vezes torna-se complicado. Sou daquelas pessoas que gosta de segurança e estabilidade mas, por outro lado, não suporta uma vida monótona e totalmente previsívelQuando sinto que os dias são "mais do mesmo" lá vou eu à procura de algo novo, mas sem abdicar totalmente aquilo que conheço. É voar sabendo que tenho um ninho onde regressar.

No outro dia, partilhei com vocês a minha nova paixão pelos filmes franceses e, agora, ando com uma nova obsessão: tatuagens minimalistas! 😱

E, acreditem, não era algo sobre o qual tivesse pensado até então. Foi algo que surgiu em mim, de uma forma totalmente inesperada e, por isso, acredito, que profundamente ligada ao que realmente sou. 

É incrível as coisas que descobrimos e acontecem quando damos mais espaço para a vida (e nós) simplesmente acontecermos (sermos).

Pois bem, surgiu a vontade de fazer a tatuagem minimalista, soube logo que queria que fosse discreta, que estivesse numa parte do corpo diferente e que o desenho tivesse significado para mim. Não tinha mais nenhuma ideia concreta. Fiz uma pesquisa no google (uma!) e, garanto-vos, foi coisa do universo. 

Vi a foto de uma rapariga com uma tatuagem minimalista, numa parte do corpo incomum e com um desenho simples de uma flor de lótus. Fiquei encantada e pesquisei para saber mais sobre o seu significado. E tudo fez sentido. Era mesmo aquilo. É mesmo isso. Woh!

E tu? Já tiveste destes momentos maravilhosos em que sentes o universo em acção? Sentes que poderias deixar mais espaço para a vida acontecer e seres mais tu, sem julgamentos? 💜

Photo by Annie Spratt on Unsplash

Comentários