6 mudanças que alteraram a minha vida em 2017


Em contagem decrescente para o novo ano, tenho estado a pensar em tudo aquilo que tenho aprendido sobre felicidade e reuni uma lista com as 6 mudanças que alteraram a minha vida em 2017 e que mais contribuíram para eu ter uma vida mais feliz. 

1# Passei a ser a minha prioridade - sempre achei que a minha dedicação aos outros era sinónimo de altruísmo e bondade. Este ano percebi que isso era falta de amor-próprio e, como tal, a procura por uma constante validação externa. Passei a tratar-me como prioridade na minha vida e isso melhorou muito o meu relacionamento comigo e com os outros.

2# Trabalhei o sentir - apesar de, no fundo, ser uma pessoa emocional, o meu lado virginiano e algumas experiências levaram-me a colocar em primeiro plano o ser racional e mental. Como consequência, acabou por ser difícil para mim expressar emoções em relações íntimas. Durante este ano meditei e trabalhei muito para abrir o coração e permitir-me sentir. Still, a work in progresss :)

3# Exercitei a energia da alegria - estive mais atenta à minha energia e à dos outros. Ganhei uma nova noção sobre tudo aquilo que sou, os vários corpos que fazem parte de mim, e como é essencial eles estarem em harmonia para que me sinta plena.

4# Encarei as minhas sombras - passei por alguns momentos difíceis, que me obrigaram a olhar para partes menos bonitas de mim. Foi sobretudo difícil ver-me reflectida nos defeitos dos outros. Mas depois da tempestade, veio a bonança. Aprendi a abraçar e integrar as minhas sombras e foi uma enorme libertação. 

5# Assumi real responsabilidade pela minha vida - descobri que coisas menos agradáveis que aconteceram na minha vida não foram obra do acaso, e tive responsabilidade nelas. A mais dura descoberta foi aperceber-me que me auto-sabotava e colocava limites à minha própria felicidade.

6# Mudei a minha visão do amor - apesar de, conscientemente, repetir para mim mesma que as comédias românticas não passavam de filmes, essa história persistia no meu inconsciente como verdadeira. E isso causava-me bastante ansiedade e confusão - afinal eu acreditava em algo (inconsciente), mas pensava de outra forma (consciente). Ao, finalmente, ter uma nova visão do amor permitiu-me, pela primeira vez, aceitá-lo e vivê-lo de verdade, pelo que ele é.

E tu? Quais foram as tuas grandes mudanças de 2017? Conta-me, quero saber :)

Photo by Meiying Ng on Unsplash

Comentários