O que eu penso sobre a Lei da Atração


A lei da atração é um tópico que se tornou bastante célebre aquando o lançamento do livro "O Segredo". De forma resumida, a lei da atração defende que tens a capacidade de atrair aquilo que emanas, seja isso positivo ou negativo.

Na sua génese, o conceito da lei da atração é fácil de entender: tens uma responsabilidade inevitável sobre a tua vida.

No entanto, a popularidade deste termo levou com que pessoas menos bem intencionadas, o explorassem e deturpassem o seu significado original, vendendo-o como uma fórmula infalível para se conseguir tudo o que se quer.

O que NÃO é a lei da atração?

A lei da atração não é nenhuma receita mágica que traz resultados garantidos. 

Pensa dez vezes em algo e isso irá materializar-se diante dos teus olhos. Escreve o que queres vinte vezes, em 20 post-its diferentes e cola-os em 20 divisões da tua casa. Parece caricato, do género das correntes que trazem maldições se forem quebradas, mas são inúmeras as pessoas que apresentam assim a lei da atração. E, claro, atrás disso vêm os livros, os workshops, os cursos e afins.

E nada disso é lei da atração. Isso é negócio puro e duro.

Como podes aplicar a lei da atração na tua vida?

Na prática, não podes aplicar. Ela é uma lei, logo, acontece de qualquer forma. Será mais correto perguntar como podes potenciar a lei da atração em nosso benefício.
Assumindo responsabilidade sobre a tua vidaEscutando cada um dos teus corpos, confiando nos teus instintos, sabendo aceitar o tempo das coisasProcurando manter o otimismo e a resiliência. Tentar ser, a cada dia, o mais fiel e genuína em relação ao que tu realmente és.

O que ganhas ao potenciar a lei da atração?

Potenciar a lei da atração não te traz nenhuma garantia. Mas aumenta as possibilidades de uma vida mais feliz.
Ao assumires a responsabilidade, ganhas uma maior consciência e foco no que é realmente importante. Inevitavelmente, irás tomar decisões com mais propósito e honestas. E isso trará, certamente, maior felicidade e paz aos teus dias.

imagem do google

Comentários

  1. Espetáculo Sofia :)

    Darmos melhor de nós é uma boa opção, certo ;)

    Beijinhos grandes :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ... e não esperarmos fórmulas mágicas que não existem :)

      Beijinho enorme!

      Eliminar
  2. A base da "Lei da atração" é citada e explicada pela Bíblia. Não há novidades quanto a esse assunto.
    Apenas autores que abordam esse assunto de uma maneira diferente.

    Cheguei no seu blog através de outros blogs, ví que há vários blogs sobre minimalismo no Brasil e pelo que ví também em Portugal.
    Vejo minimalismo como algo que sempre existiu mas que não havia sido rotulado.
    Mas seu blog me despertou uma curiosidade.

    Sou brasileiro, nunca saí do Brasil e sempre tive a impressão que a Europa era um continente mais simples, menos ostentador que a América do Norte por exemplo, acho que por questões culturais.

    Você considera o português ou mesmo o europeu como consumista?
    Qual a impressão que você tem disso aí em Portugal?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!

      Obrigada pelo teu comentário.

      Muitas das coisas já existem, mas depois ganham força e, consequentemente, um conceito próprio para que possam ser mais facilmente identificadas.

      Considero ainda que as massas são consumistas, apesar da crise ter mudado bastante as mentalidades. Agora que, lentamente, estamos a observar alguma recuperação em termos económicos, tenho esperança de que continuemos a assistir a esta mudança, motivados não só por fatores económicos mas outros como preocupações ambientais ou necessidade de melhorar a gestão do tempo (logo, less is more).

      Eliminar

Enviar um comentário